EP: Intervenção na arborização rodoviária do distrito do Porto

(20110113)
(Publicado a 21 de Fevereiro de 2011 e actualizado a 21 de Fevereiro de 2011)

O Grupo Anti-Arboricida teve conhecimento, a partir de um comunicado da própria empresa (LINK), a 13 de Janeiro de 2011, que a Estradas de Portugal tinha a intenção de proceder à poda e abate de inúmeras árvores ao longo de várias Estradas Nacionais no Distrito do Porto.

Comunicado:

Intervenção na arborização rodoviária do distrito do Porto

Quinta, 13 Janeiro 2011 17:08
A Estradas de Portugal informa que, após a realização da avaliação do estado fitossanitário e da localização dos exemplares arbóreos, foi detectada a necessidade de se proceder a trabalhos de abate e poda nas árvores confinantes com algumas estradas integrantes da rede rodoviária a cargo da EP no distrito de Porto. Os trabalhos serão realizados nos exemplares situados nos seguintes Concelhos e rodovias:

– No concelho de Amarante, junto às EN15, EN101, EN101-5 e EN210.

– No concelho de Baião, junto às EN101, EN108, EN321 e EN321-1.

– No concelho de Felgueiras, junto às EN15, EN101-3 e EN207-1.

– No concelho de Gondomar, junto à EN108.

– No concelho de Lousada, junto às EN15, EN106, EN106-1, EN207, EN207-1, EN320 e Variante à EN106.

– No concelho de Marco de Canavezes, junto às EN101-5, EN108, EN108-1, EN211, EN211-2, EN312 e EN321-1.

– No concelho de Paredes, junto à EN319-2.

– No concelho de Penafiel, junto às EN15, EN106, EN108, EN211 e EN320.

– No concelho de Valongo, junto à EN209. – No concelho de Vila Nova de Gaia, junto à EN1.

– No concelho de Santo Tirso, junto às EN104 e EN105.

Os trabalhos, que irão decorrer até final do mês de Fevereiro, visam assegurar todas as condições de segurança e circulação de pessoas e bens na rede rodoviária a cargo da EP.

A execução destes trabalhos poderá causar condicionamentos pontuais à normal circulação do tráfego pelo que, pedimos a melhor compreensão dos utentes.

De modo a esclarecer da forma mais neutral possível a real necessidade de tais intervenções, o Núcleo do Porto da Quercus enviou 2 emails à EP, com diversas questões sobre este assunto, os quais tiveram as seguintes respostas:
. Email 01
. Email 02

O Núcleo do Porto da Quercus reconhece que as justificações que a EP deu são plausíveis.
No entanto, dada a ausência de documentação por parte da EP, não pode confirmar a veracidade de nenhuma destas justificações.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s